Espetáculo Medusa de Rayban na CCMQ

O espetáculo teatral Medusa de Rayban, de Mário Bortolotto, será exibido no dia 25 de abril em um vídeo memória, às 20h, na sala A2B2, no 2º andar da Casa de Cultura Mario Quintana, com entrada franca.

O autor

Mário Bortolotto, natural de Londrina (PR) é autor, ator e diretor. Suas peças se caracterizam por apresentar personagens à margem da sociedade. O autor é o representante contemporâneo mais próximo do universo de Plínio Marcos, caracterizado pela linguagem cáustica e direta. Com produção vasta e constante, Bortolotto marca presença no teatro paulista a partir de meados dos anos 1990.

Em Medusa de Rayban o autor usa o humor escrachado para abordar a violência urbana. A partir do recurso cênico do vídeo-memória é contada a história de quatro assassinos de aluguel. Na trama, as personagens Jack Daniels, Johnny Walker, Baby Face e Hell tentam fazer seu trabalho da maneira mais profissional possível e, por levarem a profissão tão a sério, acabam se metendo em situações ridículas.

Responsável por lançar o espaço em que hoje se encontra o teatro do Bourbon Country, a peça Medusa de Rayban concorreu ao Prêmio Açorianos de melhor espetáculo, melhor ator, melhor ator coadjuvante, melhor trilha sonora e melhor cenografia. Após a exibição acontece um bate-papo com o diretor Roberto Oliveira e elenco.

Texto e Direção: Mário Bortolotto, com o grupo Cemitério de Automóveis

Elenco: Mário Bortolotto, Nelson Peres, André Ceccato, Paulo de Tharso, Márcio Américo, Gabriel Pinheiro, Walter Figueiredo, Paulo César Peréio, com participação especial de Fernanda D’umbra.

 

Vídeo Memória Medusa de Rayban

Data: 25 de abril (quarta-feira)

Hora: 20h

Local: Sala de Convenções A2B2 – 2° andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736)

Entrada Franca

 

Texto Vera Pinto

Edição: Asscom Sedac