Editais de Modernização de Bibliotecas e Agentes de Leitura

Os editais para o setor do Livro e Leitura disponibilizam R$ 3,7 milhões em recursos para a modernização de 125 bibliotecas públicas municipais (a partir do programa Biblioteca Viva RS) e para a contratação de Agentes de Leitura (dentro do programa RS Mais Igual). As inscrições podem ser feitas até 31 de agosto.

Clique aqui e veja os editais

Informações

Modernização de Bibliotecas : (51) 32251124, das 9h às 18h

Agentes de Leitura: (51) 3288.7520

 

Modernização de Bibliotecas

Informações(51) 32251124, das 9h às 18h.

Os recursos provenientes de convênio entre o Ministério da Cultura (MinC) e Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) contemplarão 100 bibliotecas, em cidades de até 10 mil habitantes, com valores de R$ 20 mil cada unidade; e 25 bibliotecas em cidades com população acima de 10 mil habitantes, com valores de R$ 55 mil cada unidade.

O projeto promove a modernização de espaços culturais dinâmicos de bibliotecas públicas, assegurando a organização de registros bibliográficos e democratizando o acesso ao livro, à leitura e à literatura para setores expressivos da comunidade do Rio Grande do Sul.

 

Agentes de Leitura

Informações: (51) 3288.7520

O edital para Agentes de Leitura concederá 220 bolsas de complementação de renda, no valor mensal unitário de R$ 350,00. Podem candidatar-se jovens e adultos, entre 18 e 29 anos, com habilidades para a ação e difusão cultural.

Os agentes de leitura atuarão no âmbito de suas comunidades com o intuito de colaborar com o desenvolvimento humano, através do acesso aos bens e serviços culturais em municípios e comunidades do Rio Grande do Sul identificados segundo critérios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O projeto, integrante do Programa Mais Cultura, foi inspirado na experiência do Ceará, criada em 2005 pelo governo do estado. Esta é uma das estratégias do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) visando a democratização do acesso ao livro e formação leitora. As bolsas concedidas têm duração de um ano, podendo ser prorrogada por igual período.

Cada jovem cadastra um grupo de até 25 famílias de sua comunidade, onde desenvolvem atividades de formação leitora, por meio de visitas domiciliares, empréstimos de livros, rodas de leitura, contação de histórias, criação de clubes de leitura e saraus literários abertos à população em geral.

Obs.: O editar nº 15/2012, para Agentes de Leitura, sofreu duas modificações para ampliar a participação de candidatos. Uma das mudanças diz respeito à escolaridade do inscrito, que deve ter concluído ou estar cursando o ensino médio. A segunda mudança abre espaço para inscrições coletivas.