Casa de Cultura Mário Quintana e Theatro São Pedro são Top of Mind 2017

A Revista Amanhã divulgou nesta terça-feira (13) o resultado da pesquisa Top of Mind 2017, que teve duas instituições culturais do Estado do Rio Grande do Sul como as mais lembradas em suas categorias.

A Casa de Cultura Mário Quintana venceu pelo segundo ano consecutivo a categoria “Centro Cultural”, com 51% do público respondente, ampliando a diferença em relação ao ano anterior. Na categoria “Teatro”, o Theatro São Pedro ficou em primeiro lugar, sendo o mais lembrado por quase 70% do público. Além disso, na categoria “Museu”, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) ficou em terceiro lugar.

A entrega dos prêmios para os vencedores do Top of Mind 2017 deve ser realizada em jantar marcado para o dia 22 de junho, na Sogipa, em Porto Alegre. A lista completa pode ser consultada clicando aqui.

Top of Mind 2017

Pesquisa pioneira de share of mind no Brasil, o Top of Mind procura captar a lembrança espontânea sobre empresas, marcas de produtos e serviços, além de nomes de veículos e profissionais de comunicação que marcam presença na memória dos gaúchos residentes em cidades que integram as sete mesorregiões do Rio Grande do Sul, conforme distribuição do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Utiliza o método quantitativo, através da técnica da pesquisa de opinião. O instrumento da pesquisa é um questionário que contém somente questões abertas, permitindo ao entrevistado manifestar a primeira marca lembrada após a menção de uma categoria de produto ou setor da economia. A amostra foi escolhida através da técnica aleatória estratificada proporcional às regiões – Porto Alegre, Grande Porto Alegre e interior do Estado.

Variáveis como sexo, classe social e faixa etária foram representadas através de cotas proporcionais ao tamanho da população. Pessoas de ambos os sexos, com idades entre 16 e 65 anos, de todas as classes sociais (A/B, C e D/E), constituem o universo da pesquisa. O erro amostral é de 2,9%, para cima ou para baixo, em cada categoria. Já o tamanho amostral é de 1,2 mil entrevistas. A coleta das informações ocorreu entre março e abril de 2017. O índice de verificação foi de 20% da cota realizada por entrevistador.