Lux Sonora faz concerto gratuito na Biblioteca Pública

Conjunto apresenta pelas de compositores clássicos neste domingo, ás 17h - Foto: Fabio Rebelo

Conjunto apresenta pelas de compositores clássicos neste domingo, ás 17h – Foto: Fabio Rebelo

A Lux Sonora realiza concerto neste domingo (10), no Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado (BPE), a partir das 17h. O repertório faz um passeio por grandes compositores, como Purcel, Dowland, Vivaldi, Telemann, Bach e Albinoni, com arranjos e adaptações feitas para a formação pelos próprios membros do grupo. A entrada é gratuita.

O grupo, criado em 2016 como resultado da Escola de Música do Instituto Popular de Arte-Educação (IPDAE), tem a proposta de resgatar o repertório de câmara dos séculos XIV a XVIII hoje tão esquecidos e de uma profundidade estética e retórica sem igual, utilizando a instrumentação moderna para a performance. Tem a música acima de qualquer paradigma, sem perder a qualidade e pesquisas feitas até o presente momento. O trabalho conta com a participação de alunos e ex-alunos da Escola de Música do IPDAE: Danielle Chaves e Bruno Santos, na flauta doce; Elizander Dutra no fagote; Luciano Gularte Corrêa e Rafael Marques, na flauta transversa.

Serviço: 

Dia: 10 de setembro de 2017 (domingo)
Hora: 17h
Local: Biblioteca Pública do Estado (Riachuelo, 1190).
Informações: direção executiva do IPDAE: (51)
Contatos:

- Direção Executiva IPDAE – Fátima Flores: (51) 3336.3713 / 98933.4841 / fatima@ipdae.com.br

- Produção: Elenice Zaltron (51) 98169.2974 ou ipdae2010@gmail.com

Entrada franca

Repertório:

- Concerto in Sol Minore  (Allegro- Largo- Allegro) – A. Vivaldi
- Trio in D-Moll  (Andante- Allegro- Grave- Allegro)- G. Telemann
- Trio in G – Moll (Soave- Allegro) – G. Telemann
- Chaccone  - H. Purcel
- Come Again – J. Dowland
- Flow My Tears – J. Dowland
- Concerto in Dó Majore  (Allegro- Cantábile- Allegro)- A. Vivaldi
- Contrapunctus I  –   J.S. Bach
- Sonata I a 5 (Grave- Allegro- Adágio- Allegro) – T. Albinoni
- Sonata II a 5  (Largo- Allegro- Grave- Allegro) – T. Albinoni

Rafael Marques

Formado na Escola de Música do IPDAE na classe de Flauta Transversal e  Teoria – Percepção e Canto Coral, participa da Orquestra de Flautas Transversas IPDAE e da Orquestra Jovem IPDAE, dirigida por Rosângela dos Santos, onde atuou na gravação do CD “Sinfonia da Lomba”​. Passou no concurso Jovens Solistas da Orquestra de Câmara FUNDARTE (Montenegro), sob a regência de Antônio Borges-Cunha. Foi bolsista de Iniciação Científica BIC UFRGS na pesquisa “Poema para flauta e piano de Bruno Kiefer, uma análise contextual sobre a peça” sob a orientação do Dr. Leonardo Winter e vencedor do I Concurso ” Melhor Jovem Flautista”, no VII Encontro de Flautistas do RS. Em 2016 se graduou-se Bacharel em música pela UFRGS. É instrumentista no Conjunto de Câmara IPDAE, Orquestra de Flautas Transversas IPDAE, Orquestra de Sopros Eintracht e Trio à Brasiliana.

Luciano Gularte Corrêa

Ingressou na Escola de Música IPDAE em 2006, onde iniciou seus estudos com música, tendo auxílio pedagógico com aulas de Teoria e Percepção, e prática de música de câmara com a Orquestra de Câmara IPDAE. Participou de uma série de concertos, incluindo a abertura da série Concertos CEEE, organizado pela Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, em 2009. Como  solista atuou em vários concertos em Porto Alegre e interior. Em 2011 participou, como solista e integrante da Orquestra Jovem IPDAE, na gravação do CD “Sinfonia da Lomba”, de janeiro à agosto, na Igreja São José (Porto Alegre). Em 2013 ingressou no Bacharelado da UFRGS, em música no curso de flauta transversal, sob a orientação de Leonardo Winter. Músico e intérprete da Orquestra de Sopros Eintracht de Campo Bom, sob regência de Ademir Schmidt, atua na da Orquestra de Flautas Transversas IPDAE e Orquestra de Câmara IPDAE, orientadas por Wenceslau Moreyra.

Danielle Chaves Joaquim

Formada na Escola de Música IPDAE na classe de Flauta Doce e Teoria e Percepção. Participou da Orquestra Jovem IPDAE, sob a regência de Rosângela dos Santos, na qual participou da gravação do CD “Sinfonia da Lomba” atuando tanto como solista. E também do Conjunto de Câmara IPDAE sob a orientação de Wenceslau Moreyra. Participou do I e II Seminário de Música do IPDAE, III e IV Encontro de Orquestras em Bento Gonçalves, Encontro de Jovens Instrumentistas e 1° Mostra Internacional de Flauta Doce: Desempenho e Didática, realizada pela UDESC. Integrou Masterclass com os flautistas: Rodrigo Calveyra (Brasil/França), Renata Pereira (Brasil) e Hans-Joachim Fuss (Alemanha). Licenciada em Música pela UFRGS (2016), atualmente, integra o Conjunto de Flautas Doces In Nomine, Lux Sonora e leciona flauta doce na Escola Waldorf Querência.

Bruno dos Santos

Ingressou na Escola de Música IPDAE em 2005, na classe de Flauta Doce e  hoje estuda Flauta Doce e Flauta Transversal na Escola de Música IPDAE.  Integra a Orquestra Jovem e Orquestra de Flautas Transversas, Quinteto de Flautas Doces In Nomine e Orquestra de Câmara. Participou da Orquestra Jovem IPDAE, na qual participou da gravação do CD “Sinfonia da Lomba” como solista e na turnê pelo RS. Participou do I, II e III Seminários de Música do IPDAE, III e IV Encontro de Orquestras em Bento Gonçalves, Encontro de Jovens Instrumentistas Suzuki, II Encontro de Conjuntos de Flautas doces UFRGS. Participou de Masterclass com os flautistas: Rodrigo Calveyra (Brasil/França) e Renata Pereira (Brasil/SP

Elizander Dutra da Cunha

Ingressou na Escola de Música IPDAE em 2005, na classe de Flauta Doce,  tendo participado da Orquestra Jovem IPDAE, na qual integrou a gravação do CD “Sinfonia da Lomba”. Participou do I, II e III Seminários de Música do IPDAE, III e IV Encontro de Orquestras em Bento Gonçalves e Encontro de Jovens Instrumentistas Suzuki. Participou de Masterclasses com: Lúcia Becker Carpena/UFRGS, Renata Pereira (SP) , Rodrigo Calveyra (França- Brasil). Como fagotista iniciou seus estudos no curso extensão em Música na UFRGS, participou do V Festival de Música Sesc Pelotas, onde teve aulas com Martin Kuuscmann (Estônia). Atualmente integra a Orquestra Jovem IPDAE e o grupo vocal Vox Habilis.

Escola de Música IPDAE

Fundada em 2006, visa promover a educação musical de crianças, adolescentes e jovens e contribuir no processo de inclusão socio-cultural da comunidade. Atende 250 alunos, oferecendo os cursos de flauta doce, flauta transversa, violino, viola, violoncelo, piano, contrabaixo, canto coral e teoria musical, além de contar com diferentes grupos musicais. Os cursos são ministrados por profissionais com formação específica ao instrumento que lecionam e com um programa de educação continuada, com oito anos de duração.

 O Instituto Popular de Arte-Educação (IPDAE) foi fundado em 1998, na Lomba do Pinheiro e  consiste em uma associação sem fins lucrativos, que reúne a Biblioteca Leverdógil de Freitas, a Escola de Música, com diferentes grupos artísticos (Orquestra de Câmara, Orquestra Jovem, Orquestra de Flautas Transversas,  Conjunto de Violinos, Conjunto de Flautas Doce ‘In Nomine’, o Coro Infantil e o ‘Vox Habilis’ Coro Jovem), o Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro e o Memorial da Família Remião. As ações lá desenvolvidas propõem o acesso à leitura, à musica, à arte e à cultura, como instrumentos mediadores na formação do indivíduo.