Memorial do Rio Grande do Sul recebe exposição fotográfica de Eurico Salis

Em 48 imagens extraídas do livro Homens e Máquinas, e outras inéditas, fotógrafo presta homenagem aos trabalhadores, na mostra que se estenderá até novembro - Foto: Eurico Salis

Fotógrafo presta homenagem aos trabalhadores na mostra que segue até novembro – Foto: Eurico Salis

O Memorial do Rio Grande do Sul recebe a partir desta sexta-feira (15) a exposição “Homens & Máquinas”, do fotógrafo gaúcho Eurico Salis. A exposição segue até o dia 19 de novembro, com entrada franca.

A mostra reúne em grandes painéis 48 imagens rigorosamente ampliadas em papel fotográfico. São imagens que buscam mostrar com sensibilidade e poesia a relação do homem com suas ferramentas de trabalho, sejam rústicos martelos, soldas e ferros retorcidos ou máquinas agrícolas.

Com fotos extraídas do livro Homens e Máquinas e outras ainda inéditas, Eurico Salis faz uma homenagem ao operário da fábrica, o trabalhador e sua produção, artesãos, escultores, serralheiros, mecânicos, operários da indústria do plástico e celulose seguindo uma linha de tempo, a produção industrial, a indústria metal mecânica passando pela indústria do alimento, da extração do minério do carvão e do calcário, a agro-indústria e suas gigantescas máquinas agrícolas nas lavouras, a petroquímica, a indústria naval e a celulose. As imagens da exposição fotográfica mantém o conceito da fotografia de autor baseando-se no fine art, nas imagens com o DNA do fotógrafo e a singularidade de texturas, ângulos e utilização da luz natural.

O fotógrafo vai muito além da arte a que se propõe. Poeta das imagens, criterioso, criativo e experiente, lança obras que surpreendem até mesmo quem sabe o que esperar desse talentoso artista das imagens. No texto de apresentação do livro Homens e Máquinas, lançado em abril deste ano, o jornalista Renato Dalto diz que “Homens e máquinas, num único gesto, forjam a si mesmos. E quando o coração bate ou chispa a faísca, a vida se transforma.”. Dalto participou como escritor dos livros O Solo e o Homem e Homens e Máquinas. Ao lado de Eurico Salis, Renato está produzindo textos para Cultura e Identidade, terceiro volume que irá completar a trilogia Rio Grande do Sul - a maior documentação fotográfica publicada nos últimos anos.

A exposição conta com o financiamento do Governo do Estado, por meio do sistema Pró-cultura RS – Lei de Incentivo à Cultura (LIC). A Braskem, que patrocina o projeto, fará uma doação de exemplares da obra para o Memorial do Rio Grande do Sul e para o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas.

Eurico Salis
Nasceu em Bagé, em 1959. Apresentou no Museu de Artes do Rio Grande do Sul sua primeira exposição individual (1983). Participou de diversas mostras coletivas e individuais. Produziu fotos para capas de discos de grupos de pop rock (1996). Viajou o Brasil para ilustrar o livro “100 Retratos Brasileiros Apaixonados por Carro” (2000). É autor de diversos livros de fotografia, como “Caminhos Gaúchos – Olhar dos Viajantes” (2005), “Porto Alegre – Cenas Urbanas, Paisagens Rurais”, premiado com o prêmio Açorianos de Literatura de melhor projeto gráfico (2008), e  “Cidades Gaúchas – Paisagens Urbanas” (2010). Também em 2010, recebeu o Prêmio Joaquim Felizardo de Fotografia. Em 2012 foi agraciado com o prêmio de melhor livro gaúcho da Abigraf-RS (Associação Brasileira de Indústria Gráfica), pela obra Porto Alegre Centro Histórico. Publicou “Rio Grande do Sul – O Solo e o Homem”, com amplo destaque na mídia nacional (2013).  Em 2015, publicou o livro “A Força da Terra”, e realizou a  exposição fotográfica “The Power of the Land”, com fotografias de pequenos agricultores brasileiros, no pavilhão do Brasil, na ExpoMilão 2015, Itália, e em 2016 levou esta mesma exposição de fotografias  para uma mostra individual em Paris e Bruxelas. Em 2017, lançou o segundo volume da trilogia Rio Grande do Sul “Homens e Máquinas”.

SERVIÇO - Exposição Fotográfica Rio Grande do Sul Homens e Máquinas
Quando: 15 de setembro
Onde: Memorial do RS – Praça da Alfândega – Porto Alegre/RS
Período: de 15 de setembro a 19 de novembro
Entrada franca