Ospa dedica concerto à música lírica na Ufrgs

O maestro islandês Gudni Emilsson e a soprano brasileira Cláudia Riccitelli são os convidados especiais do evento

O maestro islandês Gudni Emilsson e a soprano brasileira Cláudia Riccitelli são os convidados especiais do evento

A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) apresenta nesta terça-feira (10), às 20h30, uma seleção de música lírica em seu próximo concerto da Série UFRGS. Trechos de óperas de Rossini, Puccini, Bizet, Giordano, Mascagni e Wagner são os destaques da programação, que será conduzida pelo maestro islandês Gudni Emilsson, regente principal da Filarmônica da Tailândia. A solista convidada da orquestra é a soprano brasileira Cláudia Riccitelli. Os ingressos serão vendidos a R$ 30 no dia do evento, na bilheteria do Salão de Atos da UFRGS, local da exibição.

O programa apresenta obras emblemáticas das tradições operísticas italiana, francesa e alemã. A noite começa com a abertura de “O Barbeiro de Sevilha” (1816), de Gioacchino Rossini. As árias “Vissi D´Arte”, de Giacomo Puccini; “La Mamma Morta”, de Umberto Giordano, e “Suicidio” de Amilcare Ponchielli, ganham forma na voz de Cláudia Riccitelli. O “Intermezzo” de “Cavalleria Rusticana” (1890), de Pietro Mascagni, também está no repertório. Além disso, haverá o Intermezzo de “Carmen”, ópera de Georges Bizet e, por fim, a orquestra lembrará algumas obras do alemão Richard Wagner: a Introdução ao terceiro ato de “Lohengrin” (1850), a abertura da ópera “Rienzi” (1842), a ária “Dich teure Halle” de “Tannhäuser”(1845), com solos de Cláudia Riccitelli; e a abertura da própria Tannhäuser.

Destaques
O islandês Gudni Emilsson estudou piano e regência na Alemanha e, como maestro convidado em festivais, regeu importantes orquestras de todos os continentes. É diretor artístico e maestro da Orquestra de Câmara de Tubingen, diretor artístico e Cultural Attaché do Festival de Música Clássica da universidade da mesma cidade, regente da Camerata Bohemica Prague e, desde 2005, maestro principal da Filarmônica da Tailândia, em Bangkok.

A soprando Cláudia Riccitelli se consagrou no cenário lírico nacional e já realizou participações nos concertos da primeira turnê sul-americana da Filarmônica de Berlim; da inauguração da Sala São Paulo junto à Osesp e na primeira montagem integral da ópera “Il Guarany”, de Carlos Gomes, no IV Festival Amazonas de Ópera.

Serviço – Concerto da Ospa | Série UFRGS
Dia: 10 de outubro de 2017 (terça-feira)
Horário: 20h30
Local: Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110 – Bom Fim – Porto Alegre/RS)

Ingressos à venda no local no dia do evento, das 11h até o início do espetáculo
Valores: R$ 30 (público em geral) e R$ 15 (estudantes, seniores e sócios do Clube do Assinante ZH)

Programa
- Gioachino Rossini – Abertura da ópera “O Barbeiro de Sevilha”
- Giacomo Puccini – Ária “Vissi D’Arte” da ópera “Tosca”
- Georges Bizet – Intermezzo da ópera “Carmen” (Suíte nº 1)
- Umberto Giordano – Ária “La Mamma Morta” da ópera “Andrea Chénier”
- Pietro Mascagni – “Intermezzo” da ópera “Cavalleria de Rusticana”
- Amilcare Ponchielli – Ária “Suicidio” da ópera “La Gioconda”
- Richard Wagner – Introdução ao terceiro ato da ópera “Lohengrin”
- Richard Wagner – Abertura da ópera “Rienzi”
- Richard Wagner – Ária “Dich teure Halle” da ópera “Tannhäuser”
- Richard Wagner – Abertura da ópera “Tannhäuser”
Regente: Gudni Emilsson (Islândia)
Solista: Cláudia Riccitelli (Brasil, soprano)

Mais informações pelo site www.ospa.org.br ou pelo telefone (51) 3222-7387

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (Sedactel). Os concertos da temporada 2017 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por Corsan e Banrisul. Apoio: Ipiranga, Thyssenkrupp e Ventos do Sul. A realização é de Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedactel.