Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Exposição com acervo do museu Julio de Castilhos e Arquivo Histórico recebe visita do presidente do STF Dias Toffoli

Publicação:

Doris Couto e Dias Tofoli
Doris Couto e Dias Tofoli - Foto: Comunicação/ STF
Por portal stf.jus.br e Rafael Varela/ Ascom Sedac
Está aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) a exposição “A República e o Supremo”, no Espaço Cultural Ministro Menezes Direito. A mostra reúne documentos, quadros e objetos históricos que remontam ao período de transição do Império para a República, com destaque para a participação da Suprema Corte nesse processo.
 
Parte dos objetos que compõem a exposição é oriunda de duas instituições da Secretaria da Cultura (Sedac): Museu Julio de Castilhos e Arquivo Histórico do RS. Do acervo do Julio está o aparelho de montaria do marechal Deodoro da Fonseca, datado de 1890, quatro espadas com o brasão da República, um exemplar da primeira bandeira brasileira e dois brasões de uso em automóvel. O Arquivo Histórico emprestou quatro documentos do período da Proclamação da República.
                                                                                         
Presidente do STF esteve na abertura da exposição
Presidente do STF esteve na abertura da exposição - Foto: Comunicação STF
A museóloga e diretora do museu Julio de Castilhos, Doris Couto, acompanhou o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, na abertura. Toffoli afirmou que não há espaço para retrocessos. “Nesse momento em que celebramos os 130 anos da República, devemos reafirmar nosso compromisso com os valores republicanos e democráticos, historicamente consolidados”, afirmou. “São esses os legados da nossa República. São os produtos da luta das gerações passadas, que devem ser defendidos e reafirmados pelas gerações presentes e futuras”.
 
Para Doris, a presença de dez peças do Museu Julio e de cinco documentos do Arquivo Histórico, na exposição inaugurada no STF, “demonstra a importância de nossas instituições e nos motiva a lutar por condições adequadas de conservação e guarda, de modo a garantir  seus testemunhos por longo tempo."
 
A exposição
Obras de arte, réplicas, cartas e diversos objetos foram cedidos por museus de todo o país para compor a exposição, promovida pela Secretaria de Documentação (SDO) do STF. O objetivo é homenagear o marco que provocou profundas mudanças na organização político-jurídica brasileira.
 
Exposição A República e o Supremo
Onde: Espaço Cultural Ministro Menezes Direito (STF)
Quando: até 19 de dezembro, das 10h às 18h
Entrada franca
 
Secretaria da Cultura